Frutas x Diabetes

Alimentação x Diabetes

Quem tem diabetes pode comer fruta? Essa é uma dúvida bem comum, então vamos esclarecer melhor. As frutas são ricas em carboidratos e algumas delas podem causar picos glicêmicos, o que não é interessante para quem tem diabetes. “Quanto mais rápida a absorção da glicose, mais rapidamente o corpo produz insulina. Isso é ruim, pois diabéticos normalmente tem deficiência na produção de insulina (no caso de quem tem diabetes tipo 2) ou simplesmente não a possuem no organismo (diabetes tipo 1).

Como saber se uma fruta tem seu carboidrato absorvido de forma rápida ou lenta? Existe uma medida chamada índice glicêmico, que mensura justamente isso! “Esse índice é baseado na velocidade de absorção da glicose pelo corpo”, mas essa não é a única medida que deve ser levada em conta, já que a quantidade de carboidrato do alimento (conhecido como carga glicêmica) também é essencial para contabilizar o tamanho da alteração da glicose após a refeição. Exemplo é a melancia, que tem o índice glicêmico alto, mas a quantidade de carboidratos não é grande o suficiente para trazer um pico glicêmico, se você consumir apenas uma porção.

Tenho diabetes então preciso evitar frutas com índice glicêmico alto?

Não é necessário abdicar das frutas, só porque o índice glicêmico é alto. Deve-se levar em conta não só o índice glicêmico de um alimento, mas também da refeição como um todo. Isso porque fibras, proteínas e gorduras na mesma refeição ajudam a reduzir a absorção dos carboidratos. No caso das frutas, escolhendo os acompanhamentos certos, é possível retardar a absorção do carboidrato. Algumas dicas para ajudar a retardar absorção dos carboidratos das frutas.

  • Acrescente fibras: adicione um farelo, uma granola ou grãos como chia, aveia e linhaça
  • Junto com a fruta consuma uma oleaginosa, como as castanhas, amêndoas, ou macadâmias.
  • Use a fruta para fazer uma vitamina com leite e/ou iogurte
  • Se for um lanche, coma a fruta junto com algum sanduíche com queijo ou outra fonte de proteína.

Fonte: Site Minha Vida